Arquivo do mês: maio 2011

Escalada Indoor

Acabamos de voltar de uma sessão de escalada indoor no Adrena Limits. Muito divertido! Eu já tinha feito esse tipo de escalada no Vila Ventura, há uns 5 ou 6 anos atrás, e na época eu não tinha sido bem sucedida, afinal não tinha conseguido chegar até o topo. Dessa vez consegui!, em só uma das paredes, obeviamente. Aliás, eu e o C. tentamos apenas as 2 paredes mais fáceis, em uma delas conseguimos chegar até o topo, na outra fomo até a metade e os braços pediram para parar. Cansa muito e começa a doer em lugares que eu nem sabia que era possível. Apesar disso é muito bom, a vontade de achar as pedras certas e chegar lá em cima é muito grande. No final, eu disse ao instrutor, Douglas: “a cabeça quer ir até lá, mas o corpo quer descansar”. Nessas horas percebemos como somos sedentários e como seria bom se fizéssemos um exercício regularmente. Pena que o Johan e a Gisa não puderam ir por causa do trabalho, espero que esteja tudo certo por aí. E o Felipe também, nós teríamos nos divertido todos juntos, espero que da próxima vez todos possam ir! ^^

César grudado na parede

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Pintura pronta – O antes e depois

Vocês sabem que no começo de março, eu e o C. decidimos pintar a sala de casa e apresentamos as cores escolhidas aqui. Pois bem, nós fomos atrás das cores, compramos a tinta, todo o material, jornal e encaramos essa batalha! A princípio pensávamos que ia ser simples, afinal as paredes originais não estavam sujas ou manchadas e a cor base era branco. Sabíamos que a sala era grande, mas estava quase vazia, e isso facilita muito na hora de cobrir o chão com jornal e espalhar todas aquelas tintas, pincéis, rolos e bandejas pelo chão. Depois que já estávamos pintando, descobrimos que a sala é muuuuito grande! Só pintávamos no fim de semana, até porque a nossa idéia era acabar em no máximo 4 dias. Mas conforme pintávamos, percebemos que tínhamos que pintar cada vez mais e mais e no fim das contas, acabamos usando alguns dias de noite para fazer os retoques.

O antes. Detalhe para o lustre enrolado em saco e lixo e sacola =P

Pintamos duas paredes do vermelho escuro e o restante do Linho Rústico, que é quase branco, quase areia, quase alguma cor, sem cor alguma. A parte do vermelho foi bem complicada, foram 4 demãos enquanto que o clarinho foram só 2. Ainda não ficou exatamente como queríamos, mas ficou lindo igual, e super diferente, e como o objetivo principal era mudar, nós resolvemos parar como ficou. (até porque a tinta acabou, hehehe)

Nós queríamos pintar também os rodapés, os marcos das portas e da janela, mas a tinta óleo é um inferno de se usar! Ela tem cheiro muito forte, mancha tudo e é difícil de limpar. No final, pintamos só os rodapés por enquanto, e quando tivermos vontade e paciência, nós pintamos o resto.

Na primeira demão ainda pensávamos que seria fácil...

A sala ficou simples, mas chamativa ao mesmo tempo. A cor realçou bastante, e o mais engraçado é que os passarinhos ficam se batendo na janela, atraídos pelo reflexo do vermelho. Principalmente no fim de tarde o sol bate nas paredes e reflete em boa parte do corredor e da cozinha e isso dá um efeito bem legal na casa. Dá até vontade de pintar toda a casa, bem colorida!

O resultado final. Gostaram?

1 comentário

Arquivado em Dia a Dia