Arquivo do mês: novembro 2009

100 coisas para fazer antes de morrer

Vi essa lista neste blog e quis testar comigo. Em negrito são as coisas que já fiz:
1. Criou seu próprio blog. (Tá aqui pra provar.)

2. Dormiu sob as estrelas.

3. Tocou numa banda.

5. Viu uma chuva de meteoros. (Nós pensávamos que eram muitas estrelas cadentes, e no outro dia assistimos o jornal e descobrimos que eram meteoros o.o)

6. Doou mais do que podia pra caridade.

7. Foi para a Disneylândia. (E quero ir de novo!)

8. Escalou uma montanha.

9. Segurou um louva-deus. (Não por vontade própria! >.<)

10. Cantou solo.

11. Pulou de bungee jump.

12. Visitou Paris.

13. Viu uma tempestade de raios no mar.

14. Aprendeu uma forma de arte sozinho.

15. Adotou uma criança.

16. Teve infecção alimentar. (Quem não teve, bem de leve?)

17. Visitou a Estátua da Liberdade ou o Cristo Redentor.

18. Cultivou seus próprios vegetais. (Sempre tentei cultivar alguma coisa, não que tenha dado certo. Mas já comi cenouras plantadas por mim mesma!)

19. Viu a Monalisa na França.

20. Dormiu num trem-leito.

21. Participou de uma luta de travesseiros. (Yay!)

22. Viajou pedindo carona.

23. Faltou por estar doente quando não estava. (É, eu não sou tão boazinha assim…)

24. Construiu um forte de neve.

25. Segurou um carneiro.

26. Mergulhou pelado.

27. Correu uma maratona.

28. Se escondeu em uma gôndola em Veneza.

29. Viu um eclipse total. (Esse eu estou em dúvida… Mas tenho quase certeza que sim)

30. Viu o nascer e o pôr-do-sol. (Uma vez vi o nascer do sol… Na mesma noite da chuva de meteoros!)

31. Fez um home-run.

32. Esteve em um cruzeiro.

33. Viu as Niagara Falls ao vivo.

34. Visitou o lugar onde seus ancestrais nasceram.

35. Viu uma comunidade Amish.

36. Aprendeu uma língua nova sozinho.

37. Teve dinheiro o bastante pra ficar realmente satisfeito.

38. Viu a Torre Inclinada de Pisa.

39. Escalou nas rochas.

40. Viu “David” de Michelangelo.

41. Cantou karaokê. (Não bem, mas o que vale é a intenção)

42. Viu um géiser em erupção.

43. Pagou uma refeição para um estranho.

44. Visitou a África.

45. Andou na praia à luz da lua. (Morrendo de medo de pisar em siris!)

46. Foi transportado por uma ambulância.

47. Teve um retrato seu pintado.

48. Pescou no alto-mar.

49. Viu a Capela Sistina.

50. Esteve no topo da Torre Eiffel em Paris.

51. Mergulhou ou fez snorkel.

52. Beijou na chuva. (Faz tempo!)

53. Brincou na lama.

54. Foi à um cinema drive-in.

55. Foi ao cinema.

56. Visitou a Muralha da China.

57. Abriu seu próprio negócio.

58. Teve aula de artes marciais.

59. Visitou a Rússia.

60. Trabalhou em uma cozinha do sopão.

61. Vendeu biscoitos de escoteiras.

62. Admirou as baleias.

63. Ganhou flores sem motivo.

64. Doou sangue.

65. Pulou de pára-quedas.

66. Visitou um campo de concentração nazista.

67. Teve um cheque devolvido.

69. Salvou um brinquedo de infância. (Eu salvo os brinquedos doando para crianças que precisam mais que eu)

70. Visitou o Lincoln Memorial.

71. Comeu caviar.

72. Fez um quilt.

73. Foi até Times Square.

74. Conheceu os Everglades.

75. Foi demitido.

76. Assistiu à mudança de guardas em Londres.

77. Quebrou um osso. (Dois!)

78. Andou em uma motocicleta de corrida.

79. Viu Grand Canyon ao vivo.

80. Publicou um livro.

81. Vistou o Vaticano.

82. Comprou um carro zero.

83. Andou em Jerusalém.

84. Teve uma foto sua no jornal.

85. Leu a Bíblia inteira.

86. Visitou a Casa Branca.

87. Matou e preparou um animal para comer.

88. Teve catapora. (Foi bem fraquinha, na verdade)

89. Salvou a vida de alguém.

90. Participou de um júri.

91. Conheceu alguém famoso.

92. Participou de um clube do livro.

93. Perdeu um ente querido. (Minha bisavó, que morava com a gente)

94. Teve um bebê.

95. Viu o Alamo ao vivo.

96. Nadou no Great Salt Lake.

97. Processou alguém ou foi processado.

98. Teve um celular. (Isso é comum, hoje em dia…)

99. Foi picado por uma abelha.

100. Foi ao Canal do Panamá.

 

Totalizando 20 itens já cumpridos. Alguns eu tenho quase certeza de que não vou fazer (como o número 44), mas não direi nunca, porque eu posso mudar de idéia um dia. E vocês, o que já fizeram?

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Listas

Relationship Sucks II

Continuando a saga das coisas ruins em relacionamentos, falarei hoje sobre os relacionamentos a dois.

Assim como comecei o post anterior, digo que é muito bom ter alguém ao seu lado, afinal, o ser humano não consegue viver sozinho. Todos nós precisamos de compania, de alguém que te entenda, que te acompanhe nas coisas boas, que te apóie em suas decisões, etc, etc. Mas também precisamos de um tempo sozinhos, para botar as nossas coisas em ordem, os pensamentos no lugar.

Bons relacionamentos são feitos do equilíbrio entre estar junto e separado, ceder nas horas certas (e dos dois lados!), falar nas horas certas. Hoje eu posso dizer que tenho um relacionamento estável com o C. porque além de nos amarmos, nós temos os mesmos planos para o futuro, pensamos do mesmo jeito, temos muito o que falar um com o outro e respeitamos o espaço um do outro. Nem sempre foi assim, nós passamos por alguns problemas no passado por ter ficado muito tempo juntos, sem fazer nada separado. Nós entendemos que isso não era bom para o nosso futuro a dois, conversamos e hoje encontramos um equilíbrio.

Isso não é o comum de acontecer. A maioria dos casais não conversa, preferem reprimir os sentimentos, talvez por medo da reação do parceiro. Porém, se não existir a conversa sobre as coisas bobas, as coisas que incomodam pouco, quando tiver uma discussão tudo o que ficou reprimido durante muito tempo acaba vindo à tona. Por isso os casais  acabam se separando por um motivo aparentemente besta, mas o que a outra pessoa não sabe, é que tem vários outros motivos por trás da separação, mas que nunca foram discutidos no momento certo.

Ta aí uma coisa que está na moda e normalmente homem não suporta: discutir a relação. Homens, prestem atenção: discutir a relação, quando se tem um problema, é a melhor solução! Além de você saber qual são as coisas que incomodam na sua namorada/esposa/caso você também pode falar o que te incomoda nela! E, se tudo der certo, vocês podem melhorar os pontos fortes e trabalhar nos pontos fracos. Mas dou duas dicas: 1º – se o seu namorado(a) não aceita nada do que você falou e só reclama e ainda cobra muito de você, cuidado: você pode estar com a pessoa errada. 2º – não discuta a relação se não tiver nenhum problema entre o casal. Discutir a relação é muito bom para esclarecer certos pontos, mas quando feita desnecessariamente, só desgasta os dois.

Ao mesmo tempo que ficar sozinho é bom, ficar juntinho também é ótimo! Quem não gosta de ter alguém para aquecer nas noites de inverno ou para passear nos dias de verão? Enfim, equilíbrio é a chave para um bom relacionamento. Na permanência, na ausência, no romantismo, em tudo.

Alguém tem algo para acrescentar? ^^

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos